é complicada essa coisa de mortalidade

18:12



o normal é viver pra sempre
esculachar os novos tiranos
beber das novas fórmulas
e entornar toda clepsidra
como um deboche inútil
à passagem do tempo
então comer da terra
respirar das nuvens
e sentir décadas séculos milênios
no batimento atrasado dos relógios
e nos choros crescentes de órfãos
ver o escuro do universo virar branco
a morte desempregar de vez
o letreiro The End esvanecer e dar origem
a intermináveis créditos finais
enquanto a galáxia pulsa e pulsa
com o coração das estrelas recém-nascidas
e mortas logo na vista cada vez mais cega
de um corpo cada vez mais infinito

_Gabriel Resende Santos_

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images