In-amores

02:32


Image from "Last Tango in Paris"



In-amor

o sonho morre
cheio de ardor &
cheio de dor
destrutivo dócil &
explosivo sereno
espedaçando-se
na rua na praia na escola no elevador
no livro no filme no telefone
em mil pedaços de amor.

Um pai sem luz

as luzes movimentam-se
(aurora boreal?)
no balé dos bichos de mentira

espio como se espia o nada
mais atento ao cheiro do caçado:
o brilho é pura desimportância

ao passo que elas as luzes valsam
mais dignas que alegres
contemplo a natureza-morta do pretérito.

Minha menina

ela não disse nada de mais
enquanto as lágrimas caíam
mas não me permitiu ir embora.
agarrou-se aos meus olhos pela manga
e eu me transformei na poça de lama
de um amor reinventado sob a chuva.


_Gabriel dos Santos_

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images